Escolha uma Página

Hey pequeno gafanhoto, quero dar 7 dicas que vão te ajudar a ser mais criativo.

Você gostaria de ser criativo? Gostaria de gerar ideias novas e originais que te ajudarão a resolver problemas do cotidiano? Se a resposta é sim, continue a leitura pois eu preparei uma lista com sete dicas que farão de você um ninja da criatividade.

 

1 – SEJA CURIOSO

Tem um ditado antigo que diz que “a curiosidade matou o gato”, algo que até pode ser verdade mas quando o assunto é criatividade ocorre exatamente o contrário.Curiosity

A criatividade tem mais a ver com combinar coisas diferentes e que aparentemente não combinam do que criar algo totalmente novo e original. A maior parte das grandes invenções hum
anas são na realidade combinações de várias outras coisas que já existiam antes. Uma moto por exemplo, nada mais é do que uma bicicleta com motor.

Então, ser curioso e tentar entender como funcionam as coisas ao seu redor, mesmo que não estejam ligadas diretamente a sua vida profissional ou pessoal, vai aumentar o seu repertório de conhecimento e vai te ajudar a perceber coisas que de outra forma passariam despercebidas.

E quanto maior o seu repertório de conhecimento – mesmo que seja “inútil”, maior é a chance de criar combinações diferentes e gerar ideias que resolvam o seu problema.

Só não vá ser curioso demais e se meter em assuntos onde não foi chamado heim!

 

2 – ANOTE, ANOTE, ANOTE!!!

paperJá aconteceu com você de estar andando na rua e de repente ter uma ideia genial (na sua cabeça pelo menos), mas quando chega em casa percebe que não lembra nem mesmo do que se tratava?

Isso é mais comum do que você possa imaginar, as ideias vem e vão o tempo inteiro na nossa cabeça, e se quando elas vierem você não “agarrá-las” elas irão embora e provavelmente não voltarão.notebook

É por isso que eu recomendo que você ande por aí com um pedaço de papel e uma caneta o tempo todo. Eu levo um caderno de bolso a todos os lugares, não saio de casa sem ele. E se você não é muito fã de escrever, pode usar o celular para fazer anotações ou até mesmo gravar suas ideias em áudio ou vídeo.

A única coisa que não pode é deixar para depois, pois acreditar que você vai lembrar dessa ideia quando chegar em casa funciona tanto quando dizer para mãe: “quando voltar eu arrumo o quarto”.

 

3 – NÃO TENHA MEDO DE ERRAR

happy darth vaderUm dos maiores venenos para sua criatividade é o medo de errar.

Graças ao nosso modelo educacional aprendemos desde pequenos que o erro é uma coisa ruim e que devemos sempre achar a resposta certa, caso contrário receberemos uma punição. Seja através de notas baixas na escola, seja através de descontos no pagamento ou até mesmo demissões no caso de trabalho.

Tudo bem que em alguns casos o profissional realmente não pode errar, principalmente se ele for um médico, e eu o paciente, fazendo um transplante de coração, ou uma operação de fimose. Mas quando o assunto é criatividade o erro não só é permitido como esperado e importante, errar faz parte do processo de ser criativo.

Não quer dizer que se você fizer alguma coisa errada você está sendo criativo. Quer dizer apenas que quando você tentar fazer coisas novas, dificilmente acertará de primeira. E será através da análise e correção dos seus erros é que você vai achar a resposta certa.

Então vai lá, sem medo de errar, coloque suas ideias em prática, e mesmo que não dê nada certo, pelo menos você vai tirar essa bunda gorda preguiça da cadeira e fazer alguma coisa : )

 

4 – SEJA PERSISTENTE

Quantas vezes você já deixou de fazer alguma coisa por não ter um determinado recurso? Por exemplo, deixar de comprar algo por não ter dinheiro, ou deixar de ir a algum lugar por não ter tempo, e etc.Just do it

Isso raramente acontece com uma pessoa criativa, pois ao invés de se
fechar e dizer que é impossível fazer alguma coisa, o criativo vai se esforçar para achar uma solução e atingir seus objetivos. Vai pensar em muitas ideias e vai testar todas elas até uma funcionar, e se nenhuma der resultado, ele vai refletir sobre os erros, consertá-los e tentar novamente.

A chave para isso é se perguntar “como posso conseguir isso?”, e com essa pergunta, tentar gerar o maior número de soluções possíveis até que uma delas funcione e te ajude a alcançar sua meta.

 

5 – SUSPENSÃO DE JULGAMENTO

Uma ideia quando surge é muito frágil, e geralmente é apenas um esboço do que pode se tornar ao ser trabalhada. Porém muitas pessoas, desacostumadas a pensar criativamente, abandonam as ideias logo nos primeiros momentos por parecerem bobas ou ridículas demais.

Mas a grande verdade é que dificilmente você vai usar uma ideia exatamente do jeito que ela foi concebida. Ela precisa ser trabalhada, desenvolvida, acrescentar o que falta, retirar o que sobre, ou até mesmo modificar tudo. Porém mesmo uma ideia ridícula pode servir de ponto de apoio, ou seja, de ponto de partida para uma ideia mais pratica e útil.

Por exemplo, o Korn Flakes, ou flocos de milho, ou cereal, ou mais conhecido como “Sucrílhos” (mesmo existindo milhares de marcas e tipos diferentes no mercado), que nada mais é do que uma massa de trigo para fazer granola que passou do ponto ao ser deixada para “descansar”.

Mas ao invés de jogar fora os irmãos John Harvey Kellogg e Will Keith Kellogg resolveram passar essa massa pelos cilindros esperando conseguir longas folhas de massa para fazer pão. No entanto, conseguiram apenas flocos. E de novo, ao invés de jogar fora, os irmãos resolveram assar os flocos assim mesmo, criando uma nova receita. Com o tempo eles testaram diversos grãos, incluindo o milho, e em 1906 Will criou a Kellogs.

Então lembre-se de suspender o julgamento quando estiver desenvolvendo novas ideias. Dê uma chance a elas, pode ser que acabem sendo úteis de alguma forma.

judgement-possibility-spectrum1

 

 

6 – QUEBRE A ROTINA, FUJA DOS HÁBITOSbreaking-free

Outra ótima forma de matar a sua criatividade é fazer sempre as mesmas coisas e sempre do mesmo jeito.

É claro que ter uma rotina nos ajuda a nos organizarmos melhor, e os hábitos nos permitem fazer tarefas repetitivas sem pensar muito sobre elas, nos poupando esforço e tempo. Porém, as vezes é bom fugir da rotina e desligar o piloto automático, as fazer coisas diferentes, tentar coisas novas.

Pelo menos uma vez por semana faça um caminho diferente para o trabalho ou para casa, mude o sabor do sorvete, leia outro jornal, navegue em outros sites, assista canais diferentes e etc. Fazer coisas de uma maneira que você não está acostumado vai te proporcionar novas experiências e sensações, e vai aumentar o seu repertório de conhecimento.

 

7 – EXERCITE SUA CRIATIVIDADE

brain-workoutA criatividade não é um dom que uns têm e outros não. Ela é uma habilidade que pode ser aprendida e melhorada com a prática, assim como os exercícios físicos condicionam o corpo. Logo, se você quer ser uma pessoa mais criativa, precisa treinar.

Existem diversas formas para fazer isso, e aqui eu apresento para vocês dois métodos bem interessantes.

O primeiro é a Cota de Ideias. Aprendi essa técnica no livro “ThinkerToys: A Handbook of Creative-Thinking Techniques” (Michael Michalko), e consiste em ter uma meta diária de criação. Por exemplo, você pode definir como objetivo criar cinco ideias novas todos os dias, durante trinta dias. Não importa se você vai testá-las ou não, o que importa é botar o cérebro para funcionar. Pode ser sobre qualquer coisa.

O segundo método vem do humorista e professor de criatividade Murilo Gun, que nos recomenda “resolver” os problemas de outras pessoas. A ideia aqui é imaginar soluções para problemas que não são seus, pensar na melhor maneira de resolvê-los. Por exemplo, se tiver uma enchente no seu bairro, o que pode ser feito?

É óbvio que o problema não é seu, a não ser que você seja o prefeito, ou alguém que caiu em um buraco durante uma enchente. O objetivo é pensar nas soluções possíveis para o problema, e quem sabe, dependendo do que surgir você pode até botar em prática, e gerar novos empreendimentos.

 

Dica extra – TREINE SEU OLHAR

E para fechar essa lista tenho aqui uma última dica, tão útil quanto as demais. Consiste em treinar o seu olhar para ver além do óbvio. Se você quiser ser uma pessoa mais criativa é necessário que olhe para a mesma coisa que todo mundo, mas que consiga ver algo diferente. Picasso, por exemplo conseguiu enxergar uma cabeça de touro ao ver o selim e o guidão de uma bicicleta.

Portanto comece a ver as coisas com esse olhar mais “infantil” e imaginar todas as possibilidades existentes naquilo que você estiver observando.

1+1 (1)

Comments

comments